Do que “os Livros Diziam” à Rua da Glória, n. 52: o PCB e a “questão camponesa” (1927-1947)

Autores

  • Leonardo Soares dos Santos Universidade Federal Fluminense (UFF)

Palavras-chave:

Partido Comunista do Brasil, Camponeses, Movimentos sociais

Resumo

Este artigo trata da formação da “Questão Camponesa” no Partido Comunista do Brasil durante as décadas de 1920 e 1940. Por esse estudo é possível perceber como idéias sobre homens e situações do interior brasileiro dão lugar às Ligas Camponesas e à formação de vários quadros especificamente voltado para a atuação no campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Soares dos Santos, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Doutorando em História na Universidade Federal Fluminense.

Referências

AUED, Bernadete Wrublevski. A vitória dos vencidos: PCB e Ligas Camponesas. 1955-1964. Florianópolis: UFSC, 1986.

AZEVEDO, Fernando. As Ligas Camponesas. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

CARONE, Edgar. O P.C.B. (1943-1964). São Paulo: Difel, 1982.

CASTELLO BRANCO, Telma Regina Simões. Os Posseiros de Parambu e sua luta pela terra: a reconstrução histórica dos atores determinantes de um conflito pela terra na Serra da Ibiapaba. Dissertação de mestrado. Fortaleza, UFC, 1987.

CHAIA, Vera Lucia Michalany. Os Conflitos de Arrendatários em Santa Fé do Sul - SP [1959-1969]. São Paulo, USP, dissertação de mestrado, 1980.

CHILCOTE, Ronald H. O Partido Comunista Brasileiro: conflito e integração – 1922-1977. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1982.

CLASSE OPERÁRIA, 1928 a 1947. Rio de Janeiro. Arquivo de Memória Operária do Rio de Janeiro.

CORDEIRO, Sara Celeste Boechat. Comitês Democráticos Populares de Bairro e o Partido Comunista do Brasil na Cidade do Rio de Janeiro: uma “via de mão dupla”. Niterói, UFF, Trabalho de conclusão de curso, 2003.

COSTA, Luiz Flávio Carvalho. Sindicalismo rural brasileiro em construção. Rio de Janeiro: Forense/UFRRJ, 1996.

DEL ROIO, Marcos. A classe operária na revolução burguesa. A política de alianças do PCB: 1928-1935. Belo Horizonte: Oficina de Livros, 1990.

DEL ROIO, Marcos. Os comunistas, a luta social e o marxismo (1920-1940). In: História do Marxismo no Brasil. Partidos e organizações dos anos 20 aos 60, v. 5. Campinas: Editora da Unicamp, 2002.

DEL ROIO, Marcos. O impacto da Revolução Russa e da Internacional Comunista no Brasil. In: MORAES, João Quartim de; REIS FILHO, Daniel Aarão. História do Marxismo no Brasil – O impacto das revoluções v. 1. Campinas: Unicamp, 2003.

GRYNSZPAN, Mário. Mobilização camponesa e competição política no estado do Rio de Janeiro (1950-64). Dissertação. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1987.

KAREPOVS, Dainis; MARQUES NETO, José Castilho. Os trotskistas brasileiros e suas organizações políticas (1930-1966). In: História do Marxismo no Brasil. Partidos e organizações dos anos 20 aos 60, v. 5. Campinas: Editora da Unicamp, 2002.

KONRAD, Diorge Alceno. O Fantasma do Medo: O Rio Grande do Sul, a Repressão Policial e os Movimentos Sócio-Politicos. 2004. Tese. Programa de Pós-Graduação em História Social do Trabalho, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

LA CORRESPONDENCIA SUDAMERICANA, set./ 1928 a ag./1929. Buenos Aires. Arquivo de Memória Operária do Rio de Janeiro.

MEDEIROS, Leonilde Sérvolo de. História dos movimentos sociais no campo. Rio de Janeiro: FASE, 1989.

MEDEIROS, Leonilde Sérvolo de. Lavradores, trabalhadores agrícolas, camponeses. Comunistas e a constituição de classes no campo. Campinas, Unicamp, Tese de doutorado, 1995.

MORAES, Jadir de. A revanche camponesa. Goiânia: Editora da UFG, 1999.

PEREIRA, Astrojildo. Ensaios históricos e políticos. São Paulo: Alfa-Omega, 1979.

PINHEIRO, Paulo Sérgio. Estratégias da ilusão: a revolução mundial e o Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.

PRESTES, Anita Leocádia. Da insurreição armada (1935) à “União Nacional” (1938-1945): a virada tática na política do PCB. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

PROBLEMAS, agosto-setembro/1949. Rio de Janeiro. Biblioteca Nacional. Não citado no texto

REIS FILHO, Daniel Aarão. Entre reforma e revolução: a trajetória do Partido Comunista no Brasil entre 1943 e 1964. In: História do Marxismo no Brasil. Partidos e organizações dos anos 20 aos 60, v. 5. Campinas: Editora da Unicamp, 2002.

RODRIGUES, Leôncio Martins. O PCB: os Dirigentes e a Organização. In: História Geral da Civilização Brasileira, tomo III, volume 3. São Paulo: Difel, 1986.

SANTOS, Leonardo Soares dos. Um sertão entre muitas certezas: a luta pela terra na zona rural da cidade do Rio de Janeiro: 1945-1964. 2005. Dissertação. Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2005.

TÁVORA, Juarez. Uma vida e muitas lutas. Memórias v. 1. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército, 1974.

TRIBUNA POPULAR, 1945 a 1947. Rio de Janeiro. Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro.

VIANNA, Marly. (Org.) Pão, terra e liberdade: memória do movimento comunista de 1935. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional; São Carlos: Universidade Federal de São Carlos, 1995.

VIANNA, Marly. O PCB, a ANL e as insurreições de novembro de 1935. In: O Brasil Republicano – o tempo do nacional-estatismo v. 2. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

VINHAS, Moisés. O partidão: a luta por um partido de massas 1922-1974. São Paulo: Hucitec, 1982.

WAACK, William. Camaradas: nos arquivos de Moscou: a história secreta da revolução brasileira de 1935. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

WELCH, Cliff. Seed was planted: the Sao Paulo roots of Brazil's rural labor movement, 1924-1964. Pennsylvania: Pennsylvania State University Press, 1999.

WELCH, Cliff; GERALDO, Sebastião. Lutas camponesas no interior paulista: memórias de Irineu Luís de Moraes. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992

Downloads

Publicado

07-03-2015